A graça seja com
todos os que amam a
nosso Senhor Jesus Cristo
em sinceridade.
- Efésios 6:24 -
O que é o Projeto Quero Congregar?
O Projeto Quero Congregar é uma obra cristã missionária empenhada em identificar e reunir irmãos em Cristo que não estavam mais congregando, mas que amam o Senhor com sinceridade, para juntos formarem uma igreja* segundo o modelo bíblico cristão em sua própria cidade, ou município.
*Obs.: Toda vez que mencionamos o termo igreja nos referimos à comunhão dos convertidos a Cristo, e não a uma edificação construída por mãos de homens.

O Projeto Quero Congregar é uma denominação evangélica?
O Projeto Quero Congregar não é uma denominação evangélica, mas nasceu e faz parte de um ministério chamado Igreja Bíblica Cristã, o qual também não deve ser entendido como uma denominação evangélica, mas como uma proposta, a saber: de sermos igreja de fato, compreendendo que a igreja são os convertidos a Cristo e não um templo; de sermos uma igreja bíblica de fato, baseando nossa conduta e fé somente na Bíblia Sagrada; e de sermos uma igreja cristã de fato, ensinando e praticando a doutrina de Cristo no contexto da nova aliança. Para saber mais sobre o nosso ministério, clique aqui.

Por que devemos congregar?
Não devemos congregar por congregar, pois congregar não é um fim em si mesmo, mas o meio para nos mantermos motivados a permanecermos firmes na fé em Cristo e praticando os seus ensinamentos. O isolamento é extremamente perigoso, pois a sua consequência costuma ser o esfriamento espiritual. Portanto, devemos congregar para que não venhamos esmorecer na fé, lembrando que a verdadeira fé resultará não somente em santidade, mas também em amor – tanto a Deus, quanto ao próximo.

IGREJAS REUNIDAS EM LOCAL PÚBLICO

Atenção
Se você reside numa dessas cidades, não é necessário se cadastrar, mas clique no link da cidade para obter informações da igreja mais próxima.

IGREJAS REUNIDAS EM CASAS

Atenção
Se você reside em alguma localidade acima, não é necessário se cadastrar, mas clique no link para entrar em contato direto com o responsável pelo pastoreio da igreja.

CONGREGAÇÕES

Irmãos que se reúnem nos lares semanalmente com outros irmãos, recebendo assistência pastoral à distância.

Cachoeiras de Macacu - RJ
Corinto - MG
Curitiba - PR
Eunápolis - BA
Fortaleza - CE
Ituberá - BA
Mogi das Cruzes - SP
Poços de Caldas - MG
Salvador - BA
Sapé - PB

Se você reside numa dessas cidades, venha congregar com a gente, cadastrando-se para que possamos lhe dar informações mais específicas.

FAMÍLIAS AMPARADAS

O Projeto ampara famílias que aguardam pela formação de uma congregação, mas que já se reúnem em casa com seus familiares.

Alfenas - MG
Brumado - BA
Cachoeiro de Itapemirim - ES
Governador Valadares - MG
Itapipoca - CE
Pouso Alegre - MG
Raul Soares - MG
PORTUGAL

Se você reside em alguma localidade acima, cadastre-se o quanto antes, pois falta pouco para formarmos uma nova congregação!

CLIQUE AQUI
para se cadastrar
DÚVIDAS FREQUENTES
Clique na pergunta


1. Para quem é o Projeto Quero Congregar?
O Projeto Quero Congregar destina-se a socorrer aqueles que são vistos pela sociedade como desigrejados, ou seja, cristãos que não deixaram de congregar porque se desviaram, mas sim porque após conhecerem o Novo Testamento não conseguem mais fazer parte de igrejas que adotam certas práticas estranhas ao ensinamento de Cristo e dos apóstolos. Sendo assim, o Projeto Quero Congregar é voltado para quem deseja manter comunhão com verdadeiros irmãos em Cristo, mas que não consegue mais congregar na maioria das denominações evangélicas, e muito menos numa instituição católica, se for esse o caso.

2. Para quem não é o Projeto Quero Congregar?
O Projeto Quero Congregar não é para quem já está congregando, ou para quem está procurando mudar para outra igreja evangélica. Seguimos o modelo bíblico para a formação de igrejas, porém esse modelo revelado em Atos dos Apóstolos e nas epístolas não possui muitas características existentes na tradição evangélica. Por exemplo, no modelo bíblico uma igreja não depende da existência de um templo, ou de um pregador nas reuniões cristãs, podendo as reuniões ocorrerem na simplicidade de uma casa e com poucos irmãos. Desta forma, se você não está disposto a participar de reuniões nos lares, e com poucos irmãos, então pedimos que não se cadastre no Projeto Quero Congregar.

3. Como se dá a formação de novas congregações?
Geralmente aguardamos que cheguem alguns cadastros da mesma cidade, ou região, mas não há uma quantidade mínima estipulada. O principal mesmo é haver irmãos realmente comprometidos e motivados com a proposta da formação de uma igreja bíblica cristã. Podemos dar também apoio e orientação bíblica para famílias que já estejam realizando reuniões cristãs no próprio lar, através das quais poderá também se formar uma nova congregação.

4. De que modo as congregações são supervisionadas?
Seguimos o modelo bíblico revelado em Atos dos Apóstolos e nas epístolas, mas utilizando-nos dos meios de comunicação que a modernidade nos proporciona. Desta forma, assim como os apóstolos orientavam as novas congregações através de epístolas e designavam supervisores regionais, também designamos um irmão do nosso ministério, o qual dará apoio pastoral através dos meios disponíveis pela internet, tais como videoconferências, ou mensagens de áudio e texto. Esse mesmo irmão visitará pessoalmente a congregação sempre que possível, podendo também levar consigo outros irmãos da igreja. Os irmãos que prestam essa assistência geralmente exercem a função pastoral na igreja em que congregam, e os mesmos participam de videoconferências toda semana com todos os demais pastores do nosso ministério.

5. Onde e quando ocorrem as reuniões?
As primeiras reuniões geralmente se realizam no lar de alguém que disponha de um espaço para receber os demais irmãos. Não havendo essa possibilidade a congregação poderá tentar encontrar outro local, como por exemplo um pequeno salão que possa ser alugado apenas uma vez por semana. Seja como for, o ideal é que as reuniões ocorram semanalmente, de preferência no domingo pela manhã, por este ser um dia com menos trânsito. O período da manhã é o mais indicado por ser mais seguro para o caso de alguém vir de longe para a reunião. Porém cada congregação é que decidirá o local, dia e horário das reuniões, segundo o que for mais conveniente para a maioria dos irmãos.

6. O que ocorre nas primeiras reuniões das novas congregações?
O objetivo das reuniões regulares deve ser a mútua edificação em Cristo, tal como acontecia nas igrejas formadas pelos apóstolos. Sendo assim, após terem iniciado a reunião com oração e alguns cânticos de adoração ao Senhor, os irmãos sentar-se-ão em círculo, ou de um modo que possam ver uns aos outros, para darem seguimento à leitura de algum livro do Novo Testamento e meditarem juntos na palavra de Deus. Entenda-se por meditar a extração de ensinamentos práticos do texto bíblico sobre o qual estiverem refletindo – algo que não deve ser confundido com estudo bíblico. Cada irmão, um após outro, poderá compartilhar o que mais lhe chamou a atenção no texto lido, edificando aos demais com aquilo que o Espírito Santo está lhe falando ao coração. Não é para ninguém levar para a reunião qualquer material de estudo, a não ser a própria Bíblia. Porém, não há obrigatoriedade para que todos falem, e ninguém deve se sentir constrangido a isso; por outro lado, há uma orientação para que ninguém fale por demasiado tempo.

7. Quem irá pregar e ensinar numa congregação que acabou de se formar?
Antes de se responder a essa pergunta, devemos esclarecer que há uma diferença entre pregação e ensino. Atualmente, a maioria das mensagens que são chamadas de pregação na verdade são algum ensinamento bíblico. Evidentemente que toda pregação do evangelho é um ensinamento bíblico, mas nem todo ensinamento bíblico é uma pregação do evangelho. A diferença está em que a pregação do evangelho tem por objetivo evangelizar, ou seja, apresentar a Jesus Cristo como único caminho de salvação, tal como vemos no livro de Atos dos Apóstolos, onde há diversos exemplos de pregação do evangelho, porém todos eles em locais públicos. Porém, quando a reunião ocorria somente com os convertidos, não havia mais a necessidade da pregação do evangelho, mas sim do ensinamento de Cristo – que podemos chamar de discipulado. Ora, tendo em vista que nas congregações formadas pelo Projeto Quero Congregar todos os irmãos já estão no caminho da salvação o nosso propósito nas reuniões não é ouvirmos mais uma pregação do evangelho, mas nos edificarmos mutuamente no ensinamento de Cristo e dos apóstolos. E ainda considerando que os irmãos de uma congregação recém formada ainda estão se conhecendo, não convém que alguém esteja em destaque ensinando sobre os demais irmãos. Portanto, seguimos o modelo bíblico que encontramos no livro de Atos dos Apóstolos e nas epístolas, onde fica evidente que nas congregações que se formavam havia mútua edificação em Cristo, onde todos compartilhavam o que estavam aprendendo com a ajuda do Espírito Santo, sem que ninguém tivesse destaque sobre os demais irmãos.

8. Qual o conteúdo bíblico que deverá ser lido nas reuniões?
Tendo em vista que vivemos no tempo da nova aliança em Cristo, orientamos que o foco sejam os escritos do Novo Testamento. Isso não significa que venhamos desprezar o Antigo Testamento, ou que seja proibido se fazer qualquer leitura dos seus escritos. Sabemos que no tempo dos apóstolos ainda não havia o cânon neotestamentário, de modo que o texto bíblico lido nas reuniões cristãs era primeiramente o do Antigo Testamento – porém nele se buscavam profecias a respeito de Cristo, das quais se tiravam ensinamentos práticos. Além disso, nas reuniões cristãs também eram lidas as epístolas que os apóstolos lhes enviavam, de modo que os irmãos ouviam sua leitura e depois a comentavam. O conteúdo completo de algumas dessas epístolas foi preservado até os nossos dias, fazendo parte do conjunto de livros que chamamos de Novo Testamento, o qual começa com os evangelhos segundo Mateus, Marcos, Lucas e João, os quais também eram lidos nas primeiras comunidades cristãs. Sendo assim, procuramos seguir esse modelo bíblico, onde os irmãos leem e comentam sobre algum texto do Novo Testamento.

9. As congregações seguem alguma liturgia?
Se o termo liturgia for entendido como um ritual, onde os participantes devem repetir algo de modo cerimonial, então não seguimos uma liturgia. Porém, se liturgia significar que é preciso haver ordem nas reuniões, então nesse sentido há uma liturgia. Por exemplo, orientamos que toda reunião comece com oração, onde devemos rogar que o Espírito Santo nos guie e que o Senhor nos livre de qualquer investida maligna. Orientamos também que após essa oração inicial todos cantem juntos de dois a quatro louvores ao Senhor – e para se facilitar esse momento, sugerimos uma coletânea dos cânticos de adoração mais conhecidos, os quais podem ser baixados gratuitamente em PDF clicando aqui. A seguir, orientamos que seja lido um trecho do livro do Novo Testamento em que a congregação está meditando. Orientamos ainda que uma congregação recém formada inicie lendo e meditando no Evangelho Segundo João, onde se avançará na leitura desse livro em cada reunião, mas sem pressa, e sem a necessidade de ser lido um capítulo inteiro. Um trecho do capítulo é lido, e em seguida os irmãos comentam qual versículo mais lhes chamou a atenção e por quê. Esse período deve durar no mínimo uma hora, mas não ultrapassando uma hora e meia. Após essa meditação bíblica participativa os irmãos deverão orar para que consigam colocar em prática o que aprenderam; em seguida poderão ainda cantar mais um hino ao Senhor antes de encerrarem apresentando outras petições a Deus em oração.

10. O que não deve ocorrer nas reuniões?
O foco do nosso ministério é crescermos espiritualmente como discípulos de Cristo, transformados pelo Espírito Santo através da meditação bíblica e oração, a fim de darmos muito bom fruto para a glória de Deus. Sendo assim, em nossas reuniões não há espaço para apresentações musicais, coreografias, ou coisas semelhantes; também não perdemos tempo com debates sobre questões teológicas infrutíferas ou vãs polêmicas. Nossas reuniões são focadas naquilo que nos edificará em Cristo, ou seja, naquilo que resultará na prática dos seus ensinamentos. Ensinamentos teológicos que não trazem resultado prático devem ser evitados, pois roubam o tempo de meditarmos no que realmente importa, que é a nossa transformação espiritual pela regeneração que a Palavra de Deus nos proporciona. Portanto, o Projeto Quero Congregar não é para quem faz questão de templo, de palco, ou de quantidade membros, e também não é destinado a quem procura estudar e debater questões teológicas polêmicas, ou para quem está em busca de títulos, ou de algo mais que não seja apenas crescermos na graça e conhecimento de Cristo.

11. O Projeto Quero Congregar é um movimento semelhante ao G12, ou MDA?
Ainda que necessitemos da orientação dos irmãos mais experientes, tais como os que exercem a função pastoral, compreendemos que somos todos igualmente discípulos de Cristo, e que estamos em constante aprendizado uns com os outros. Sendo assim, o nosso ministério nada tem a ver com movimentos onde há um líder que se coloca na condição de controlador dos demais irmãos, tal como costuma acontecer em certos movimentos de células.

12. O Projeto Quero Congregar é visto como uma seita herética?
Antes de respondermos a essa pergunta, será importante pontuarmos quais as características de uma seita herética. Primeiramente, qualquer seita herética se caracteriza por ensinar, direta ou indiretamente, que não há esperança de salvação fora daquele movimento. Outra característica notável em todas as seitas heréticas é a idolatria ao fundador, geralmente considerando os seus escritos em igual nível de inspiração divina aos livros da Bíblia. Além disso, há uma postura de preconceito nas seitas heréticas para com qualquer pessoa que deixe o movimento, ou que seja de outra denominação cristã. Sendo assim, o Projeto Quero Congregar não é uma seita herética, e nem mesmo um movimento sectário, ou contraditório, pois não somos exclusivistas, mas respeitamos qualquer pessoa que congrega em qualquer outro ministério cristão, considerando-o como nosso irmão em Cristo se também confessar a Jesus como único Senhor e Salvador. Nossa missão, como já foi dito anteriormente, é socorrer os que são chamados de desigrejados, ajudando-os a congregar unidos a um ministério que procura ser o mais bíblico e cristão possível.

13. O Projeto Quero Congregar é um movimento de restauração da igreja?
Não somos restauracionistas. E ainda advertimos que qualquer movimento que tenha a pretensão de restaurar a igreja estará fadado ao fracasso, pois carrega consigo a soberba de se considerar um ministério melhor e superior aos demais. Consideramos como irmãos em Cristo quaisquer pessoas que amem a Jesus Cristo com sinceridade, e que o tenham como único Senhor e Salvador, estejam essas pessoas fazendo parte ou não de qualquer denominação evangélica. A verdadeira igreja do Senhor não precisa de restauração, e nunca precisou, pois ela não é contida numa instituição religiosa, mas sempre foi formada pelos verdadeiros discípulos de Cristo, os quais são regenerados pelo Espírito Santo e dão muito bom fruto para Deus, independentemente dos ministérios dos quais participam.

14. Como e quando começou o Projeto Quero Congregar?
O Projeto Quero Congregar começou oficialmente em setembro de 2018, após o irmão Alan Capriles, que então pastoreava na primeira Igreja Bíblica Cristã, haver convidado irmãos que não estavam congregando, mas que se identificavam com o nosso ministério, a enviarem e-mails para se formarem congregações que teriam a nossa orientação e amparo. Um mês antes ele já havia feito uma reunião com irmãos da região da Tijuca, bairro do Rio de Janeiro, os quais estavam na condição de desigrejados, mas que desejavam congregar unidos à Igreja Bíblica Cristã. Desde então, dezenas de congregações se formaram, muitas delas com reuniões nos lares, mas outras alugando espaços públicos para as reuniões de edificação em Cristo.

15. O Projeto Quero Congregar cobra alguma taxa, ou mensalidade?
Não há e jamais haverá cobrança de valor algum no Projeto Quero Congregar. O cadastro é gratuito e não há e nem haverá qualquer constrangimento para que os irmãos contribuam com qualquer valor. Nem mesmo após a formação de uma nova congregação há qualquer cobrança, ou constrangimento para se ofertar. Não ignoramos que o ato de se contribuir na obra de Deus é algo bíblico e praticado na nova aliança que estamos em Cristo, porém compreendemos que tal contribuição deve ser espontânea e sem qualquer valor estipulado. Se alguém cobrar qualquer valor em nome do Projeto Quero Congregar, ou em nome da Igreja Bíblica Cristã, pedimos que nos informe quem está cometendo esse delito, pois tal prática é proibida em nosso ministério.

16. O Projeto Quero Congregar vende algum material, ou curso?
Não vendemos e jamais iremos vender qualquer material ou curso, seja oriundo do Projeto Quero Congregar, ou do nosso ministério, a Igreja Bíblica Cristã. Todos os nossos ensinamentos são e continuarão sendo gratuitos, quer por escrito ou em vídeo, pois compreendemos que a cobrança de qualquer valor, por menor que seja, impediria serem acessados por pessoas mais pobres. Quanto àqueles que fazem comércio da fé, não os julgamos, mas devemos adverti-los que prestarão contas com Deus. E se você souber que alguém está vendendo qualquer coisa em nome do Projeto Quero Congregar, ou em nome da Igreja Bíblica Cristã, pedimos que nos informe quem está cometendo esse delito, pois tal prática é proibida em nosso ministério.

17. Como se mantém o Projeto Quero Congregar, se não há cobrança, ou venda de qualquer coisa?
Certamente há despesas para que um projeto dessa envergadura se mantenha, tais como a manutenção deste próprio site, equipamentos para a gravação e edição de vídeos, gastos com viagens missionárias, e o sustento dos missionários envolvidos nessa obra. Porém, confiamos na providência divina, e apenas possibilitamos o meio para que o Senhor nos sustente através de quem ele mesmo falar ao coração. Esse meio é principalmente o Apoia-se do Projeto Quero Congregar, através do qual irmãos podem ajudar mensalmente com qualquer valor.
CLIQUE AQUI
para se cadastrar
        

projeto@querocongregar.org

Copyright © Capriles Web Designer 2023. Todos os direitos reservados.

A DEUS TODA GLÓRIA